Feedback

Neve365

snow for fun
Cover by... Cerro Chapelco

Partes da Prancha de Esqui

"Espátula: é a parte frontal da prancha (a ponta), e também a mais larga".

 

Traseira                                           Centro                                         Espátula

                  Corpo posterior                                 Corpo anterior

 

Quanto à Forma

  • Espátula: é a parte frontal da prancha (a ponta), e também a mais larga

  • Corpo anterior.

  • Centro: é a parte central, sendo o ponto mais estreito e onde se coloca a fixação.

  • Corpo posterior.

  • Traseira: é a parte posterior, e tem uma largura intermediaria entre o tamanho da espátula e do centro.

Linha de Quota

As medidas da espátula, centro e traseira, nesta ordem, são conhecidas como Linha de Quotas  do esqui, e são fornecidas em milímetros (ex. 110-80-103).

Raio de Giro

É o raio do circulo desenhado pelo canto do esqui quando realiza uma curva fechada. É o que caracteriza o comportamento do esqui na curva, e depende do comprimento do esqui e da sua linha de quota. Quanto menor o raio de giro, mais fácil a entrada em curva do esqui.

 

Como estas medidas influenciam na performance do esqui

  • Largura da espátula: quanto mais larga, mais fácil iniciar a curva

  • Largura do centro: quanto mais estreito mais fácil passar de um canto ao outro do esqui (troca de cantos), ou seja, melhor a conexão entre uma curva e outra nas pistas; quanto mais largo mais estabilidade para fora de pista ou neve não preparada.

  • Largura da traseira: mais estreito facilita a derrapagem; mais largo melhor condução na curva.

  • Altura da espátula: quanto mais plana, melhor a tomada de curva; quanto mais levantada, melhor se adaptará às condições do terreno.

Quanto à Estrutura

  • Sola: Superfície de contato do esqui com a neve, e possibilita o deslizamento. Apresenta micro canais para facilitar a circulação da água proveniente da neve que se funde quando entra em contato com o esqui. Necessita ser encerada constantemente (ver link com manutenção). Material utilizado: polietileno

  • Canto: É a parte metálica situada nas laterais do esqui, e possibilita que este se agarre na neve dura. Necessita ser afiado com freqüência. (ver link com manutenção). Material utilizado: aço

  • Núcleo: É o interior do esqui, o que determina sua rigidez e solidez. Pode ser laminado, com uma sobreposição de capas que combinam materiais resistentes (como o alumínio) com materiais mais flexíveis (como a madeira), ou de poliuretano expandido dentro de um molde com o revestimento já montado.

Compartilhe: compartir esta noticia en facebook compartir esta noticia en twitter

Mais Equipamento - Ski

Representou toda uma revolução no mundo deste esporte.

Carving ou Esqui Parabólico

Este desenho foi amplamente explorado e aperfeiçoado para atender a todo tipo de esquiadores, e hoje é sinônimo absoluto de esqui alpino.

Leia Mais -
Falar de tipo de esqui é falar de nível do esquiador. Existe um tipo ideal para o perfil de cada um.

Tipo de Esqui por Categoria

Falar de tipo de esqui é falar de nível. Comprido, estreito, flexível, curto, largo... Existe um tipo ideal para o perfil de cada esquiador.

Leia Mais -
É o elemento de segurança mais importante de todo o equipamento do esquiador.

A Função da Fixação

É um sistema de união das pranchas com as botas do esquiador. Normalmente é de plástico ou de fibra de carbono e está preso aos esquis por meio de parafusos.

Leia Mais -
O ajuste correto é determinado pela norma internacional ISO 11088, e é feito em função de um conjunto de características.

Ajuste das Fixações

As fixações devem ser capazes de prender a bota com segurança e também liberá-la no momento exato, e seu ajuste adequado é de vital importância.

Leia Mais -